sábado, 17 de novembro de 2007

Control | Anton Corbijn

Garanto-vos que vale mesmo a pena ir ao cinema para verem Control do fotografo e realizador Anton Corbijn. Não percam!

6 | comentários:

Lux Lisbon disse...

vale mesmo a pena!!! Já vi! :)

mariacarmo disse...

Todo o legado deixado pelo Ian Curtis através da Joy Division foi a alma de uma geração da qual muito orgulhosamente fiz e faço parte... Talvez esta nova, a tua, não compreenda o sentido negrume de todo um poema... A palavra tornada imagem através da visão de quem conheceu o Ian de perto é o grito do fã em cuja memória não há morte. A ti, Ian.

P.S.: Se não conheces a Joy ou conheces pouco, tenta ouvir a magnífica "Passover" ou a "Atmosphere" ou esta "A means to an end".

tiago disse...

a magnifica realização de Anton Corbijn deu-me vontade de descobrir o mundo de Ian e dos Joy Division... obrigado pelas dicas ;)

mariacarmo disse...

"Colony", "Ceremony", "New Dawn Fades" (esta última com um significado muito especial para mim...): Essencialmente TUDO! Atenção aos poemas... and enjoy ;)

tiago disse...

ok ;)mais uma vez obrigado! e tu assim que poderes vê o filme!, se é que não viste já... :P

mariacarmo disse...

... Claro que já vi ;) Já agora, tu que gostas de fotografia, o exemplo do Anton Corbijn é o ideal para quem procura captar o sentido da imagem para além da realidade pessoal (da infinidade de imagens das quais ele é autor, as que ele captou do Peter Murphy estão simplesmente geniais...).;)